A pin-up Bettie Page

bettie-page-letras-e-costuras-1

Bettie Page nasceu no dia 22 de abril de 1923,  em Tennessee, Estados Unidos. Seus pais viajaram com todos os filhos para obterem uma situação financeira melhor, mas se divorciaram e as coisas ficaram mais difíceis. Bettie começou a trabalhar como cozinheira e costureira, depois seu pai voltou para casa e a abusou sexualmente quando era adolescente.

Algum tempo depois coordenou um grupos de arte dramática, se formou na Peabody College e foi morar em São Francisco com o seu marido. Seu primeiro trabalho na nova cidade foi como modelo em uma loja com casaco de peles. Quando tinha 27 anos, se separou e foi morar em Nova York.

Em 1950, conheceu o policial Jerry Tibbs que também era um fotógrafo amador. Disse para Bettie que possuía a testa bastante larga para usar o cabelo partido ao meio e, desde então, começou a usar a franjinha que virou a sua marca registrada. Depois outras pin-ups também adotaram a franja.

bettie-page-letras-e-costuras-5

tumblr_mid6xha1ic1rslxk4o1_500

bettie-page-letras-e-costuras-2

Começou a costurar os seus próprios biquínis e maiôs. Corpo curvilíneo, olhos azuis, franjinha e cabelo preto. Ficou bastante famosa, apareceu em diversas capas de revistas, participou de desfiles de beleza, atuou e também apareceu na televisão. Ficou sendo chamada de “Rainha das Pin-ups”.

 Diversas fotos que tirava era com os fotógrafos Irving Klaw e Bunny Yeager, continham nudez, em algumas era amarrada, cenários fetichistas etc. Em 1957, se mudou para a Flórida e casou de novo. Foi desaparecendo aos poucos da mídia, decidiu deixar a fama no lado B.

Se converteu ao cristianismo, se separou e casou de novo. Sua última entrevista foi em 1962. Teve depressão e quando era abordada por fãs dizia que não sabia quem era Bettie Page. Teve um surto psicótico e ficou presa por quase 10 anos. Na década de 90, com ajuda de um advogado conseguiu ganhar dinheiro com o direito de sua imagem que era usada de forma indevida. Teve um ataque cardíaco em 2008, ficou em coma e faleceu uma semana depois.

bettie-page-letras-e-costuras-4

Obrigada por acompanhar!

Anúncios

Pulp Fiction: Figurino e Trilha Sonora

Filme dirigido em 1994 por Quentin Tarantino é considerado um clássico e possui músicas arrasadoras

pulp fiction .jpg

São mais de 20 anos do lançamento de Pulp Fiction, um dos primeiros filmes no currículo do Tarantino. A história possui narrativa não-linear, sempre é comentada e prova que o seu sucesso irá durar mais algumas décadas.

FIGURINO

A responsável pelo figurino foi Betsy Heimann, que também realizou o figurino do filme anterior do Tarantino, Cães de Aluguel (1992). O orçamento era baixo, então Betsy definiu looks minimalistas e que são bastante copiados até hoje em dia.

pulp fiction 3.jpg

Jules (Samuel L. Jackson) e Vincent (John Travolta), usam a mesma roupa. Porém, Jules é pastor e o o seu terno é impecável, mais justo e com o colarinho mais ajustado e, o de Vincent é todo amassado e possui um jeito de cowboy.

pulp fiction mia wallace.jpg

Mia Wallace (Uma Thurman)  utiliza uma camisa  desabotoada na cor branca e comprida. A calça é sequinha e curta, pois a atriz é alta e não tinham dinheiro para comprar outra. O destaque é para o par de sapatilha dourada da Chanel e o esmalte escuro.

pulp fiction butch.jpg

Butch (Bruce Willis) utiliza um jeans da Levi’s feito de poliéster e uma clássica jaqueta de couro.  Jimmy (próprio Quentin Tarantino) utiliza um robe de seda e o Lance (Eric Stoltz) um roupão que foi tingindo por Betsy e a camiseta do Speed Racer é do Tarantino.

TRILHA SONORA

Na minha humilde opinião é uma das melhores, com muito rock’n’roll, surf music, rockabilly, soul! Alguns dos artistas são Dick Dale, Chuck Berry, Urge Overkill, The Lively Ones, Link Wray, The Marketts.

pulp fiction dance.jpg

O que você acha do filme? Obrigada por acompanhar!

Li(n)dos

LIDOS letras e costuras.jpg

Comprar vários livros é muito bom e ler tudo é melhor ainda. Admito que tenho vários livros não lidos, mas quem não? Haha! Enfim, arrumei um espaçozinho na estante com obras incríveis e lidas!

∴The Catcher in the Rye (O Apanhador no Campo de Centeio) / J. D. Salinger / Little, Brown and Company

∴ Este lado do Paraíso / F. Scott Fitzgerald / Cosac Naify

∴ Os Últimos Dias / Liev Tolstói / Penguin Companhia

∴ O Sol também se Levanta / Ernest Hemingway / Bertrand

∴ Anna Kariênina / Liev Tolstói / Cosac Naify

∴ Alice no País das Maravilhas + Alice Através do Espelho / Lewis Carroll / Cosac Naify

∴ O Hobbit / Tolkien /

∴ Contos de Imaginação e Mistério / Edgar Allan Poe / Tordesilhas

Já leu algum desses ou tem vontade? Obrigada por acompanhar!

Portfólio de Moda

portfólio de moda.jpg

Para o designer de moda ter um portfólio é importantíssimo para mostrar as suas habilidades específicas. Define a área que deseja trabalhar, quais trabalhos já realizou, alguns esboços de criações etc. Se pode ter diversos portfólios durante a carreira e, o mais importante, é sempre manter atualizado.

 ⇒ Portfólio de graduação é o que se monta durante o curso. Coloca os trabalhos que está desenvolvendo na faculdade, os croquis, painéis de inspirações, fotografias de roupas, desenhos técnicos, ilustrações de moda, amostra de tecidos, peças de roupas, detalhes de acabamentos etc.

 ⇒ Portfólio independente possui os trabalhos que desenvolveu para a sua marca. Roupas, coleções, fotografias de desfiles e looks, quais inspirações utilizou para desenvolver a coleção, amostra de tecidos etc. Pode conter recortes de jornais, revistas ou páginas da web que falaram sobre o seu trabalho.

 ⇒ Portfólio industrial é para apresentar os trabalhos criados para outras empresas. Esboços, conceitos das coleções, desenhos técnicos, fotografias dos looks prontos etc. Pode conter críticas da imprensa, sites e blogs.

portfólio de moda 3

Alexandra Canter

JOURNAL-GROOVIE-LOU-LIFE-2

Pinterest

portfólio de moda 1

Jack Kelly

portfólio de moda 2

Iara Grinspun

Obrigada por acompanhar!

Sasha Velour / Rupaul’s Drag Race

sasha velour rupaul's drag race 1

Rupaul’s Drag Race é um reality show que inspira e faz sucesso em demasia. Durante todas essas temporadas gostei de diversas participantes, por exemplo, Milk Queen (6ª temporada) e Detox Icunt (5ª temporada), mas as donas do meu coração são Sharon Needles (4ª temporada) e Bianca Del Rio (6ª temporada).

Peppermint, Trinity, Sasha Velour e Shea são as finalistas da 9ª temporada, que ocorre hoje, 23, nos Estados Unidos. Minha torcida desde o começo é pela Sasha, que merece todo o destaque possível com os looks que apresentou durante a competição.

Sasha, 30 anos, reside no Brooklyn, em Nova York. Sua criatividade nos looks são incríveis, atua como designer, ilustradora, publicação The Drag Magazine etc. Também vende seus produtos no site e, criou zine Drag Race Lookbook, com fotos dos looks que utilizou na 9a temporada do programa. Muito rainha sim!

sasha velour rupaul's drag race 6

sasha velour rupaul's drag race 4

sasha velour rupaul's drag race 3

FOTOS: Mateus Porto

Site / Instagram / Twitter

sasha velour rupaul's drag race 7

Irving Penn

Com mais de 70 anos de carreira, Irving Penn (1917-2009) é considerado um dos maiores fotógrafos do século XX

irving penn fotografia.jpg

Nasceu em Nova Jersey, nos Estados Unidos, de 1934 a 1938  estudou na Philadelphia Museum School of Industrial Art. Recebeu um convite de Alexey Brodovitch, que  naquela época o diretor de arte da Harper’s Bazaar, para trabalhar como artista gráfico na revista.

Depois trabalhou no departamento de arte da Vogue, logo depois que serviu na Segunda Guerra Mundial. Era responsável pela criação das capas e começou a realizar as suas próprias fotografias. Foram mais de 150 fotografias para capas da Vogue.

irving penn - audrey hepburn e truman capote

irving penn - fotografia

irving penn - garrafa

irving penn - salvador dalí e pablo picasso

“Muitos fotógrafos pensam que o seu cliente é o objecto que estão a fotografar. Não é. O meu cliente é uma mulher do Kansas que lê a Vogue. A minha preocupação é despertar-lhe a atenção, estimulá-la, abrir-lhe o apetite… A fotografia discreta, que pode não ser a mais brilhante do mundo relativamente ao objecto retratado, pode tornar-se enormemente mobilizadora para quem a vê numa revista” Irving Penn em entrevista para o The New York Times. Trecho disponível no Público.

Penn clicou diversas celebridades, natureza morta, nus femininos, personagens anônimos. Realizou parcerias, publicou livros e tinha diversos projetos pessoais.

irving penn - moda.jpg

Obrigada por acompanhar!