Vestido Mondrian

mondrian - yves saint laurent.jpg

O francês Yves Saint Laurent (1936-2008) começou a sua carreira trabalhando para o Christian Dior, se tornou um dos maiores nomes da alta-costura e apresentou mais de 70 coleções.

Criou um vestido diurno homenageando o holandês Piet Mondrian (1872-1944), pintor percursor do movimento neoplasticismo. O vestido era de lã, com o comprimento até a altura do joelho, reto, sem mangas e costura discreta.

Usou as cores primárias (vermelho, amarelo e azul) combinadas com branco, listras preta e a geometria que o pintor utilizava. O modelo foi uma ousadia para a alta-costura e se popularizou quando apareceu na capa da Vogue francesa de setembro de 1965. Depois diversas cópias baratas apareceram.

Obrigada por acompanhar!

Anúncios

Serge Gainsbourg e Jane Birkin / Je T’Aime (Moi Non Plus)

Serge Gainsbourg e Jane Birkin 1

Serge Gainsbourg conheceu a Brigitte Bardot em 1959, atuaram juntos no filme “Quer dançar comigo?”. Anos depois, Bardot estava enfrentando problemas no seu segundo casamento e se envolveu com Gainsbourg. Ainda o convidou o para aparecer no seu programa de televisão e gravaram um álbum de música.

Bardot pediu para Gainsbourg compor a “mais linda canção de amor imaginável”, assim surgiu Je T’Aime (Moi Non Plus). Gunter Sachs, marido da Bardot naquela época, ficou bastante irritado e proibiu que a música tivesse lançamento.

Serge Gainsbourg e Jane Birkin 2

Em 1968, Gainsbourg conheceu Jane Birkin nas gravações do filme Slogan. Birkin tinha acabado de se separar, já tinha uma filha e estava em alta devido o filme Blow-up. Gainsbourg pediu para que ela cantasse a música uma oitava acima de Bardot e, mesmo com medo de cantar, aceitou pois pensou que ele poderia colocar outra garota para cantar.

A música foi gravada em Londres e Gainsbourg ficava fazendo sinais com as mão para que Birkin aumentasse ou diminuísse os gemidos. Foram morar juntos em Paris e o relacionamento durou até 1980. A relação gerou grandes músicas e uma filha, atriz e cantora Charlotte Gainsbourg. Depois do término, continuaram compondo belas canções.

Saiba mais sobre a histórias das músicas Life on Mars?Don’t Think Twice, It’s All Right.

Serge Gainsbourg e Jane Birkin 3

Obrigada por acompanhar!

Revista Elle: quase 29 anos no Brasil

elle brasil.jpg

No período pós-guerra, a necessidade era de dias melhores com acontecimentos mais bonitos e otimistas. Assim surgiu Elle, na França, em 1945, criada pela jornalista Hélène Gordon-Lazareff. Foi apenas na década de 60 que a revista começou a ter suas edições em outros países.

Chegou nas bancas do Brasil em maio de 1988, sendo o quinto país onde a revista era lançada. A primeira capa  foi verde-amarela, contou com a presença da modelo Julie Kowarick usando verde, com a logomarca amarela.

Inicialmente a revista foi comandada pelo diretor editorial adjunto, Leonel Kaz. Seguiram o modelo francês nos aspectos didáticos, qualidade gráfica altíssima e sempre por dentro sobre o que o mercado está produzindo. Em 2010, a Elle Brasil atingiu a vendagem de 100 mil exemplares por mês.

Obrigada por acompanhar!

Fuseau e Trapeze | Dior

dior-1

Em 1957, modelos usaram a coleção Fuseau de Christian Dior no Grande Salão Número 30 da Avenue Montaigne. “Minhas manequins dão vida às minhas roupas, e o que eu mais quero é que meus trajes sejam alegres” declarou Dior na época.

O criador do New Look, faleceu em 1957 de forma inesperada. O comando da Maison Dior virou responsabilidade de Yves Saint Laurent, que tinha apenas 22 anos e trabalhava como assistente do Dior há 4 anos. Em 1958, apresentou a coleção Trapeze, que foi considerada audaciosa e recebeu elogios em demasia.

dior-2

Obrigada por acompanhar!

Facebook / Twitter / Instagram

Origem do Biquíni

origem do biquíni1.jpg

Verão é bebida gelada, calor, praia e trajes da banho! O biquíni são duas peças, encontramos diversos modelos no mercado em qualquer estação do ano. Porém, você sabia que foi um considerado um escândalo quando surgiu? De acordo com a Diana Vreeland, foi a invenção mais importante do século 20.

Quem criou o biquíni foi o francês Louis Réard, para o verão de 1946. Foi batizado de “Bikini” devido aos bombardeios no atol de Bikini, onde os Estados Unidos atacaram navios do Japão. Sobre ser pouco tecido, o estilista justificou que era racionamento da Segunda Guerra Mundial.

origem-do-biquini2

origem do biquíni3.jpg

Sua primeira apresentação para as pessoas foi na piscina Molitor de Paris. Réard teve dificuldade em encontrar uma modelo que quisesse usar o biquíni. Em alguns registros históricos sobre a origem, diz que quem utilizou foi uma stripper e em outros que foi uma bailarina de teatro de revista.

No Brasil, quem utilizou o biquíni pela primeira foi a alemã Miriam Etz. A modelo estava no Rio de Janeiro em 1948 e, acabou virando notícia por causa do traje de banho. Com o decorrer dos anos a peça foi se popularizando, principalmente depois que Brigitte Bardot apareceu usando um no filme “E Deus Criou a Mulher”.

origem do biquíni5.jpg

Obrigada por acompanhar!

Facebook / Twitter / Instagram

Coco Chanel

coco-chanel-1

Gabrielle Bonheur Chanel (1883-1971) nasceu na França, sua família era bastante pobre e a casa que viviam tinha apenas um cômodo. Sua mãe tinha uma saúde frágil e seu pai era um vendedor ambulante.

Quando completou 12 anos a sua mãe faleceu, foi morar em um convento com mais duas irmãs e os outros três irmãos foram para uma fazenda. No convento tinha uma disciplina bastante rígida e foi lá onde aprendeu a costurar, utilizava retalhos para fazer bonecas de pano e laços de fitas para tiaras.

Chanel queria ser da alta sociedade, gostava de ler romances baratos e mentia diversas vezes. Com 18 anos foi mandada para a escola Notre-Dame, em Moulins. Seu primeiro trabalho foi em uma alfaiataria e começou a criar as suas próprias roupas e chapéus.

coco-chanel-4coco-chanel-6

Étienne Balsan (1878-1953) era amante da Chanel e um rico herdeiro da indústria têxtil, instalou-a em produções de chapéus. Em um hipódromo acabou conhecendo o aristocrata Arthur Capel (1881-1919), que era chamado de Boy. Nunca se casaram, mas Boy deu dinheiro para Chanel comprar uma butique em Deauville.

Suas roupas eram diferenciadas do que era usado na época, sua loja ficou repleta de suéteres masculinos e fez bastante sucesso. Adorava e se inspirava em  peças do guarda-roupa masculino, transformava os trajes esportivos em looks elegantes para as mulheres.

Alguns anos depois abriu a sua primeira loja em Paris, na Rua Cambon. Sobre a vitrine tinha um toldo branco com o nome Chanel escrito em preto. Produziu o vestido preto básico e conjunto de cardigã com bolsos aplicados. Deixou em alta o uso de bijuterias, como braceletes com pedras coladas que eram vendidos na sua loja e pérolas falsas em correntes douradas.

coco-chanel-3

coco-chanel-2

Foi lançado em 1921 o perfume Chanel Nº 5,  alguns dos seus componentes são jasmin, flor de laranjeira, sândalo, rosa centifólia, vetiver haitiano, Fava Tonka do Brasil. A fragrância escolhida na época pela Chanel é a mesma vendida atualmente.

Em 1931 desenhou figurinos para 3 filmes, mas ficou entediada. Tinha fama de ser arrogante, se declarava a própria moda, que não tinha amigos, tolerava os costureiros etc. Com a 2º Guerra Mundial, em 1939 fechou todas as suas lojas e saiu de Paris por algum tempo.

Foi para Suíça em 1944, ficou lá por 8 anos e em 1954 reabriu sua loja na Rua Cambon. Foi se destacando na alta-costura, quando tinha 87 anos ainda trabalhava e desenhava. Coco Chanel faleceu no Hotel Ritz Paris, onde viveu os seus últimos anos. A marca Chanel se reergueu em 1983, com o comando do alemão Karl Lagerfeld.

coco-chanel-7

Chanel é uma inspiração! Obrigada por acompanhar!

Facebook / Twitter / Instagram

Brigitte Bardot

brigitte 1.jpg

Brigitte Bardot, conhecida como BB,  foi descrita pela Vogue como “diva, uma mistura poderosa de erotismo e ingenuidade”. Nascida em 28 de setembro de 1934, a francesa foi considerada símbolo sexual durante as décadas de 50 e 60.

Quando era criança tinha uma auto-estima baixa e péssimo rendimento escolar.  Começou a dançar balé, se sentiu confiante e participou do Conservatoire Nationale de Danse em Paris. Queria mesmo era ser dançarina, mas mal sabia o que ia acontecer no seu futuro. Apareceu na revista Jardin des Modes e, dois meses depois foi indicada para a Elle.

bardot6.jpg

bardot gif.gif

brigitte 3.jpg

Conheceu o cineasta Roger Vadim Plemiannikov, que se tornou o seu primeiro amor. Seus pais não apoiavam o romance, mas decidiu ficar com ele e abandonou a dança. Gravou o seu primeiro filme, “Le Trou Normand”, gostou de ser fotografada e deu continuidade a carreira de modelo.

Com seus olhos provocantes, cabelo louro e corpo cheio de curvas, foi fazendo papéis menores em alguns filmes. Foi escalada pelo marido para o filme “Et Dieu… Créa La Femme”, aparece de costas sem roupa e enrolada em um lençol branco, sua fama se torna internacional.

brigitte 2.jpg

Troca de marido, vai gravar outros filmes e  presta bastante atenção na Marilyn Monroe. Tinha assistido todos os filmes da norte-americana e a considera sensacional, mas Marilyn não prestava atenção na Bardot. Se conheceram oficialmente em 1956, no banheiro do cinema Empire, em Londres.

 Fez filmes para Jean-Luc Godard, Frederico Fellini, Louis Malle etc. Porém, decidiu parar de atuar em 1973 e, seu último filme foi “L’histoire très bonne et très joyeuse de Colinot Trousse-Chemise”. Gravou discos, ergueu uma fundação, luta pelos direitos dos animais, se casou mais duas vezes e teve apenas um filho.

bardot5

Obrigada por acompanhar!

Facebook / Twitter / Instagram