A Divina Comédia de Salvador Dalí

dalí - a divina comédia 1

“Dalí: A Divina Comédia” pertencem a uma coleção privada da Espanha.  As 100 gravuras foram realizadas pelo Salvador Dalí entre as décadas de 1950 e 1960, por encomenda do governo italiano para ilustrar uma edição comemorativa aos 700 anos de nascimento de Dante Alighieri (1265-1321).

Alguns conjuntos desta obra foram impressos com a colaboração dos editores Joseph Foret e Jean Estrade. Apresentadas inicialmente em Paris, 1960, o Inferno, em 1962, o Purgatório e, em 1964, o Paraíso.  De lá pra cá a exposição já ocorreu em algumas cidades do nosso país, como Rio de Janeiro e São Paulo e, até dia de 2 julho, estava em Fortaleza, na Caixa Cultural.

dalí - a divina comédia 2

dalí - a divina comédia 3

dalí - a divina comédia 5

dalí - a divina comédia 4

Obrigada por acompanhar!

 

Anúncios

Irving Penn

Com mais de 70 anos de carreira, Irving Penn (1917-2009) é considerado um dos maiores fotógrafos do século XX

irving penn fotografia.jpg

Nasceu em Nova Jersey, nos Estados Unidos, de 1934 a 1938  estudou na Philadelphia Museum School of Industrial Art. Recebeu um convite de Alexey Brodovitch, que  naquela época o diretor de arte da Harper’s Bazaar, para trabalhar como artista gráfico na revista.

Depois trabalhou no departamento de arte da Vogue, logo depois que serviu na Segunda Guerra Mundial. Era responsável pela criação das capas e começou a realizar as suas próprias fotografias. Foram mais de 150 fotografias para capas da Vogue.

irving penn - audrey hepburn e truman capote

irving penn - fotografia

irving penn - garrafa

irving penn - salvador dalí e pablo picasso

“Muitos fotógrafos pensam que o seu cliente é o objecto que estão a fotografar. Não é. O meu cliente é uma mulher do Kansas que lê a Vogue. A minha preocupação é despertar-lhe a atenção, estimulá-la, abrir-lhe o apetite… A fotografia discreta, que pode não ser a mais brilhante do mundo relativamente ao objecto retratado, pode tornar-se enormemente mobilizadora para quem a vê numa revista” Irving Penn em entrevista para o The New York Times. Trecho disponível no Público.

Penn clicou diversas celebridades, natureza morta, nus femininos, personagens anônimos. Realizou parcerias, publicou livros e tinha diversos projetos pessoais.

irving penn - moda.jpg

Obrigada por acompanhar!

Influência do Cubismo no Design Gráfico

cusbismo.jpg

O cubismo é um dos principais movimentos artísticos do século XX, surgiu em Paris por Pablo Picasso (Espanha / 1881-1973)  e Georges Braque (França / 1882-1963). É dito que o movimento se iniciou com a obra Les Demoiselles d’Avignon de 1907, que demorou 9 meses para ser realizada no estúdio do Picasso.

De 1907 a 1909, Picasso e Braque realizaram diversas pinturas no estilo cubista. Tiraram a ilusão do plano tridimensional para bidimensional, pontos de vistas múltiplos ou contrastantes, formas geométricas como cubos e cilindros. Surgindo novas influências para o design e possibilidades para a tipografia.

georges e pablo.jpg

Georges Braques e Pablo Picasso

O movimento é dividido no Cubismo Sintético (observação, fragmentação e representação de um tema) e Cubismo Analítico (técnicas voltadas a colagem). Diversos pintores europeus se inspiraram no cubismo, como o alemão Piet Mondrian (neoplasticismo) e o russo Kazimir Malevich (suprematismo).

Com a 1a Guerra Mundial, o movimento continuou em países neutros da guerra. Nas décadas 20 e 30, foi inspirando os novos artistas e designers, também foi importante para a criação de pôsteres na publicidade.

cusbismo 3.jpg

cusbismo 2.jpg

O cubismo podia agradar ou não. Salvador Dalí disse que Picasso fabricava o feio de propósito e, que em um dia, fazia mais feiúra do que todos os outros durante anos. Em determinado dia que estava em Nova York, mandou um telegrama para Picasso que dizia:

“Pablo, obrigado! Tuas últimas pinturas ignominiosas mataram a arte moderna. Sem ti, com o gosto e a medida que são as virtudes mesmas da prudência francesa, teríamos tido uma pintura cada vez mais feia, durante pelo menos cem anos, até chegar a teus sublimes adefesios esperpentos. Tu, com toda tua vivência do teu anarquismo ibérico, em poucas semanas atingiste os limites e as últimas consequências do abominável. E isto, como Nietzsche desejava, marcando tudo com teu próprio sangue…”

Inspirações no Cubismo:

campanha.jpg

> Miguel Covarrubias em 1929, campanha para a marca de pianos Steinway

campanha2.jpg

> Riccardo Guasco em 2013, para Milano Bicycle Film Festival

Obrigada por acompanhar!

Schiaparelli e o Surrealismo

surrealismo 1.jpg

A moda deu uma super virada no início do século XX, pegando novas referências na arte. Em 1930, ocorreu colaborações entre estilistas e artistas surrealistas, por exemplo,  Elsa Schiaparelli e Salvador Dalí.

Elsa Schiaparelli foi a primeira estilista que elaborou uma coleção temática. Tinha amizade com diversos artistas como Jean Cocteau, Man Ray, Picabia. Desenvolvia peças totalmente diferentes com as que eram voga na época e, sua maior rival era a francesa Coco Chanel que se referia a ela como “aquela artista italiana que faz roupas”. Algumas de suas clientes eram Greta Garbo, Joan Crawford e Carole Lombard.

surrealismo 2.jpg

Os realizadores do surrealismo questionavam crenças, referências à ideologias de Karl Marx (filósofo, cientista político e socialista revolucionário) e Sigmund Freud (criador da psicanálise), manifestações do subconsciente etc. Na pintura, Salvador Dalí foi um dos que mais se destacou no movimento.

A dupla desenvolveu peças que viraram umas das mais importantes na carreira da estilista. O Chapéu-sapato foi elaborado com um escarpim de veludo e fica de forma invertida na cabeça. O vestido esqueleto feito de crepe de seda, possui espinhas e costelas. O vestido lágrimas com estampa de carne dilacerada e um véu com lágrimas aplicadas.

surrealismo 3.jpg

Considero os dois incríveis! Obrigada por acompanhar!

Inspirações

Sou repleta de inspirações. Estilistas, autores, pintores etc. Vou absorvendo um pouquinho de tudo que considero incrível. Acho que vai mexendo com a imaginação e ajuda na criatividade. Enfim, vou colocar algumas das minhas inspirações e, quem sabe você pode não conhecer alguma. Certo? Certo!

salvador dalí - inspirações.jpg

:: Salvador Dalí:: 

Pintor, participou do movimento surrealista, se envolveu com fotografias, filmes e até na moda. Excêntrico, adorava o capitalismo e ter status. Suas influências eram extensas, exemplos: o Renascimento e a Psicanálise.

audrey hepburn - inspirações

:: Audrey Hepburn :: 

Atriz e se tornou um fenômeno com o filme Bonequinha de Luxo. Iniciou como modelo, ganhou um Oscar de Melhor Atriz no seu primeiro filme como protagonista, A Princesa e o Plebeu. Foi embaixadora especial da UNICEF e recebeu o Prêmio Humanitário Jean Hersholt.

truman capote - inspirações.jpg

:: Truman Capote::

Escritor e roteirista, começou em uma coluna social. O clássico Bonequinha de Luxo virou filme com a Audrey Hepburn sendo protagonista. Se destacou mais ainda com o primeiro livro de jornalismo literário na década de 60, A Sangue Frio.

mary quant - inspirações.jpg

:: Mary Quant ::

Estilista que ganhou destaque na década de 60, começou desenvolvendo as peças e depois abriu a sua loja em Londres, a Bazaar. Em 1966, recebeu a Ordem do Império Britânico utilizando uma minissaia, peça qual é considerada responsável pela criação.

paul smith - inspirações.jpg

:: Paul Smith :: 

Estilista conhecido pela suas peças de alfaiataria. Iniciou em um armazém de roupas, porém queria ser ciclista. Abriu sua primeira loja com roupas masculinas em 1970 e, apresentou em 1993 sua primeira coleção feminina.

Fotos: Jornal da Fotografia, Old Picz, Blog Finding Jackie, The Chicspy  e Manuscript Daily.

Obrigada por acompanhar!